sexta-feira, janeiro 07, 2011

Eu acreditei.

Eu podia acreditar que éramos de sangue, que no fundo éramos uma. Eu também costumava acreditar que eu e tu já era habitual e que nada afastara, talvez, um grande carinho. Eu jurava que eras minha cúmplice. Mas acima de tudo juro que acreditava nisso. Eu achava, também, que tu, minha querida irmã, não me esquecias e que, assim como tu fazias parte da minha rotina, fazia eu parte da tua. De um forma ou de outra, ao sábado ou à quinta, eu sabia. Eu, interiormente, sentia e via que tu estavas lá. Estavas lá para me chamar à atenção e para acordares ao meu lado, estavas lá para sair e consumir um cigarro, estavas lá para jantar e para o pequeno-almoço tomar. Eu, também, tinha uma força muito maior e uma vontade própria imensa, que me fazia acreditar. No fundo, eu queria acreditar. Mas acreditar no quê? Numa mentira, ou mesmo numa farsa, que se na altura eu soubesse o que sei hoje, não me tinha metido numa amizade tão forte, julgava eu, que nós tínhamos? Não me vale de nada um arrependimento, porque no fundo, seja de que maneira for, tu, eras tu. Eras tu que estavas lá, estavas do outro lado da linha telefónica, no outro lado da rua à minha espera, e no outro lado da cidade para me dares de dormir. Não me conformo com esta enorme e sentida mudança, nunca tinha passado por isto, muito menos contigo. Podias-te chatear comigo, podias, até mesmo, afastar-te de mim, mas com uma razão válida, com um motivo. Eu não me adapto à tua mudança inerente, e não quero. Posso viver com ela, sabes. Mas não posso viver contigo assim. Eu, acreditava que tu, eras a minha segurança verdadeira do sentido das palavras «para sempre»

Parece que errei.




12 comentários:

  1. ora essa, não tens de quê querida ♥

    ResponderEliminar
  2. Gostei muito do texto :)
    Se todos soubessemos o que sabemos hoje tudo poderia ser diferente S':

    ResponderEliminar
  3. vou segue-lo mesmo :o

    ResponderEliminar
  4. ADOREI *.*
    SEGUI, claro <3

    ResponderEliminar
  5. O que se passava com o teu blog anterior?

    ResponderEliminar
  6. deixa lá, este vai ter tanto sucesso como o outro, vais ver. já estou a seguir :)

    ResponderEliminar
  7. obrigada eu. *.*
    amo o nome do teu blog, tenho o mesmo lema. *.*

    ResponderEliminar
  8. não poderia estar mais de acordo! já agora, que idade? :b

    ResponderEliminar