segunda-feira, outubro 29, 2012

Quis sentir o vento quente que lá fora se fez sentir. Quis recolher do medo, mas esse assentava que nem uma luva dentro de mim. Talvez fosse a janela aberta que o deixava entrar, talvez eu a conseguisse fechar, mas mesmo assim, tudo permanece da mesma maneira. O sentir. O ódio. O rancor. O vazio é enorme e nó que me penetra a garganta é bem farfalhudo, e não consigo estabelecer um ponto de partida. Daqui para aí.

22 comentários:

  1. Muita força. Precisas de desabafar?

    ResponderEliminar
  2. Ohh,. muito obrigada :)

    ResponderEliminar
  3. eu já nem vou mais procurar uma solução, cansei-me.

    ResponderEliminar
  4. o que se passa princesa? podes desabafar..

    ResponderEliminar
  5. Aquele comentário que me deixaste poderia ter sido eu a escrevê-lo! Sinto-me tão igual a ti.

    ResponderEliminar
  6. mas que passado é esse?

    ResponderEliminar
  7. um passo de cada vez, tudo vai melhorar. dá tempo ao tempo.

    ResponderEliminar
  8. podes querer que é, obrigada :)

    ResponderEliminar
  9. espero que o meu seja fácil.

    ResponderEliminar
  10. Sentires ódio ou rancor só te vai fazer mal a ti

    ResponderEliminar
  11. Claro que é. Era muito mais fácil as pessoas nunca te dar motivos para sentires esses sentimentos mas isso só faz mal a ti, não a elas, enquanto a tua felicidade por vezes pode fazer "mal" a elas.

    ResponderEliminar
  12. entendo, claro. se quiseres posso não aceitar os comentários ou então falamos por outro lado.. mas como não tens facebook é difícil

    ResponderEliminar
  13. tens de ultrapassar as adversidades :)

    ResponderEliminar
  14. Passa pelo meu novo blog e segue-me, fico à tua espera! :)

    ResponderEliminar
  15. Muito obrigada, irei passar um bom bocado como sempre.
    Diverte-te tu também! Mais tarde também terei de me agarrar aos livros, já que não o tenho feito... Estamos juntas!

    ResponderEliminar