quinta-feira, novembro 08, 2012


E é em cada pensamento menos bom que percebo que a vida dá voltas e voltas. Quero chorar, e sufoco. As lágrimas começam a dar entrada na linha de água, formando um pequeno riacho. Entre elas, uma, lá decide ser a primeira a cair - deve ter tanto medo como o que me corre no sangue -  percorrendo a minha face, parando delicadamente e, ganhando velocidade, desce pela bochecha, chegando ao queixo. Aí, não tem outra solução a não ser cair... Cair para um sítio branco, tão branco como a cale, pálido e frio, desconhecido e incompreensível. Acaba por deixar a sua marca no papel que eu tanto queria preencher duurante horas e horas a fio, mas que essas se transformaram num tempo de lapsos e falhas de memória. Agora elas são tantas, tantas e de tamanha força, que se juntam e deslizam rapidamente pela minha face, repetindo, novamente, todo o processo. Caindo, também, no vazio branco, ficando agora a história contada. O papel está molhado, cheio de ''pingas'' e mostra toda a tristeza que me percorria há uns longos tempos.

21 comentários:

  1. oh, muito obrigada! uso uma Sony a390 :)

    ResponderEliminar
  2. Pois, infelizmente é assim

    ResponderEliminar
  3. muito obrigada princesinha!

    ResponderEliminar
  4. Por vezes, talvez se tornem. No meu caso, o melhor será que não passe de um sonho. beijinho*

    ResponderEliminar
  5. oh, é bom saber isso! gosto que gostem de me ver com ele tal como eu gosto de estar ao lado dele. só espero continuar a estar por muito tempo, aconteça o que acontecer..

    ResponderEliminar
  6. eu luto todos os dias para continuar a viver com o que temos e com coisas ainda melhor, tal como ele faz, mas sabes, durante o verão estivemos 3 meses longe tal como disse no texto. ele esteve a estagiar no algarve, estivemos juntos 4 dias que ele veio passar cá e uma semana que eu fui passar lá. custou muito, mas passou. agora saber que em fevereiro ele acaba o curso na escola de hotelaria e pode ir novamente embora para arranjar emprego deixa-me mesmo mal :(

    ResponderEliminar
  7. muito obrigada, gostei bastante da tua escrita.

    ResponderEliminar
  8. não sei, não faço a mínima ideia e não lhe queria mostrar que me estou a sentir assim, porque sei como ele é, vai dizer para não pensar já nisto porque até ele acabar o curso (em fevereiro) muita coisa pode acontecer e ele até pode decidir seguir turismo na universidade, mas duvido muito. ele esteve 3 meses a estagiar no algarve, no vila galé de vilamoura, o mais provável é conseguir arranjar emprego lá e como tem lá tios a viver, não perde nada em ir.. mas eu não quero, já chegaram aqueles 3 meses :/

    ResponderEliminar
  9. ainda bem que conseguiste e desculpa, mas relativamente ao follow me, não te posso ajudar porque já tenho link há muito tempo, quando ainda existia um seguir no topo do blog e agora não sei como podes arranjar o teu :/

    ResponderEliminar
  10. Amanha será um novo dia, pensa assim.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  11. tens toda a razão e eu tenho que aproveitar o tempo que ainda falta até chegar fevereiro, mas o que custa mais é não saber o que o futuro traz. já passámos 3 meses a namorar à distância e custa muito. não queria ter que viver isso novamente :/

    ResponderEliminar
  12. ora essa doce. gosto de ser diferente :')

    ResponderEliminar
  13. agradeço imenso, segui-te também <3

    ResponderEliminar
  14. Obrigada, princesa. Pelos vistos, não sou só eu a precisar de força. Qualquer coisa, podes falar comigo. :) Mil beijos. * <3

    ResponderEliminar
  15. Vais ver que isso é só uma má fase. É normal nos casais. Bem, o meu texto foi uma espécie de despedida, como deves ter entendido. Mas estou a ultrapassar isso bem, já passaram 8 meses. :)

    ResponderEliminar